quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Spas e decks: alternativas à piscina



[Por Daniela Sedo]



Olá, pessoal! Tudo bem?

Sabem, cada vez mais percebo que as pessoas estão adotando a idéia de ter um spa (ou jacuzzi) ao invés de uma piscina.

Acredito que um dos motivos para isso seja a praticidade de manutenção do spa e a comodidade de poder aquecê-lo rapidamente. Também há a questão de ter mais espaço livre, com a possibilidade de uma área de estar em meio ao jardim.

Gosto muito de trabalhar com decks de madeira abraçando o spa, integrando-o ao jardim e criando áreas de estar ao mesmo tempo.

Uma ótima madeira para essa área externa é a Itaúba, que pode ser frisada ou lisa, dependendo do uso. A madeira Itaúba é muito resistente a mudanças climáticas e à chuva. Ela requer manutenção a cada dois anos, quando é aconselhável aplicar camadas de um impermeabilizante especial. A madeira lisa pode ser utilizada quando se quer criar um espaço para tomar sol e se deitar. Já a frisada indico para caminhos, pois ela oferece uma aderência melhor ao calçado.

O deck da foto abaixo foi criado para abraçar o spa, de modo a integrá-lo ao paisagismo. Coloquei algumas almofadas com tecido náutico, tornando este espaço convidativo ao descanso e lazer. O spa foi construído em alvenaria e revestido com mármore travertino romano. Ele possui também duas quedas d´água que transbordam para o espelho d´água.




Nesta residência abaixo, o spa de fibra já estava no local e parecia abandonado num canto do jardim. Aceitei o desafio de integrá-lo ao paisagismo e torná-lo convidativo.



Neste caso, podemos ver que um deck mal projetado não ajuda a tornar o espaço agradável ao convívio.

O que fiz foi manter o spa onde estava, retirar o deck existente - de madeira não apropriada para área externa - e criar um novo deck que pudesse ser utilizado para tomar sol e descansar. Aproveitei a altura do deck para fazer uma mesa de apoio à churrasqueira. Ficou assim.



Como vocês podem ver, todas as áreas de lazer ficaram mais integradas e aquela área sem graça ganhou novos usos. Uma renovação e tanto ;-)

Beijos e até mais!

20 comentários:

Sandra disse...

Muito interessantes as informacoes, Daniela. Gostaria de saber se há problema em deixar as jacuzzis expostas ao clima e também se o consumo de água e energia é muito alto. Obrigada!

agua_2002 disse...

Linda a transformação, gostaria q me infomasse qual o material utilizado na escada? OBrigada

Anônimo disse...

Olá!
Parabéns pela qualidade do trabalho. Excelente.
Li que é preciso usar um impermeabilizante no deck de itaúba. Qual produto você sugere? Tenho recebido informações de todo tipo, uns dizem para não usar nada, outros falam em verniz, óleo de linhaça e outras coisas.
Obrigada,
Silvia Scherer

Vit disse...

Pode-se usar um deck ecológico (pet)? Ele manterá as mesmas funções de um deck de madeira nestes casos?

Daniela Sedo disse...

Silvia, diversos fabricantes possuem produtos, como o verniz para madeiras, que ficam expostos ao tempo. Inclusive você pode tingir uma madeira com tons mais escuros, avermelhados ou amarelados, conforme seu gosto. Meu fornecedor de deck utiliza o Sparlack Cetol Deck, que tem 5 anos de garantia e uma excelente proteção contra raios solares e umidade, além de elevada resistencia à abrasão e ação efetiva contra fungos e bolor.

E você pode utilizar a Itaúba sem lixar ou envernizar, devido às suas características de alta resistência à água e ao sol. Além disso, como ela é uma madeira muito dura, dispensa também a aplicação de cupinicidas. O que acontece com a falta de um verniz com ação de proteção é o aspecto da madeira, que vai se acinzentando com o tempo, criando um aspecto e de envelhecimento que pode não agradar todo mundo.

Um abraço!

(Consultoria: Sr. Wilson - Espaço Mais (19) 38061767 – Mogi Mirim)

Anônimo disse...

daniela sedo, vc eh incrivelmente talentosa, esta de parabens...de muito bom gosto...
estarei sempre te acessando para ver as novidades!

Fernanda Dutra disse...

Uauuuu!!!!!!

Anônimo disse...

Olá!
Quero mudar o deck da minha piscina.
Já ouviu falar do deck de pvc? O que acha?
Conhece o flex deck? O que acha?

armenio disse...

O Deck de PVC é maravilhoso!
Não tem manutenção e limpa-se com agua e sabão!
Nada de ficar lixando e envernizando decks nunca mais!
Comprei nesse site e recomendo
www.superdeck.com.br

Anônimo disse...

oi,sou Fabricio moro em Florianopolis e ak se usa muito a medeira angelin pedra p fabricação de deck, O que você acha desta madeira para este fin
obrigado

CCACAP disse...

"Oi, moro na Capital do Rio de Janeiro e onde posso encontrar um bom óleo para tratar um deck que fica exposto no tempo??, Rogerio,(roger.indep@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Sempre achei muito interessante o enquadramento das infraestruturas no meio, mas realmente estes trabalhos são muito belos.

Sou um iniciante no que diz respeito a piscinas, mas se quiser visitar: PiscinasBaratas

Abraços

Wilson Capitao disse...

Grande qualidade que o post tem ! além de mais, quem me dera viver num mundo de sepas desse jeito ;P

VZK2 disse...

Muito legal seu trabalho Daniela! Poucos que vemos são tão criativos.
A idéia principal do deck é aproveitar áreas inutilizadas e em residências ampliar áreas de lazer.
Sou representante de decks de madeira (ipê, itaúba, cedrinho, etc.) e deck ecológico, se tiver interesse poderemos fazer uma parceria. Meu email é debora.k@vzk2.com.br
Obrigado, Débora Kalichtzuk.

VZK2 disse...

Muito legal seu trabalho Daniela! Poucos que vemos são tão criativos.
A idéia principal do deck é aproveitar áreas inutilizadas e em residências ampliar áreas de lazer.
Sou representante de decks de madeira (ipê, itaúba, cedrinho, etc.) e deck ecológico, se tiver interesse poderemos fazer uma parceria. Meu email é debora.k@vzk2.com.br
Obrigado, Débora Kalichtzuk.

VZK2 disse...

Muito legal seu trabalho Daniela! Poucos que vemos são tão criativos.
A idéia principal do deck é aproveitar áreas inutilizadas e em residências ampliar áreas de lazer.
Sou representante de decks de madeira (ipê, itaúba, cedrinho, etc.) e deck ecológico, se tiver interesse poderemos fazer uma parceria. Meu email é debora.k@vzk2.com.br
Obrigado, Débora Kalichtzuk.

george disse...

Alo Daniela
Achei o seu trabalho excelente. Quanto ao uso de itaúba,voce falou que a madeira é dura, dispensa cupinicida. Realmente dispensa, por ser muito oleosa, o que a torna dificil de trabalhar com plaina,Mas é uma madeira mole, apesar de muito resistente.
No Norte, fazem barcos c/ itaúba, pois realmente não apodrece. O que voce acha dos decks de pinus? Dizem que dispensam verniz e outros tratos. Parabens.

deck pvc disse...

o deck de pvc é melhor que o de madeira mas dependendo da qualidade, pode perder para a aparencia da madeira. mas pela durabilidade vale a pena

Rose Cardoso disse...

Gostaria de saber quais dimensões usar, como: largura, altura e comprimento, uma vez que tenho um espaço de 2,50 X 3,50m, que é uma espécie de sacada do meu quarto.
Agradeço se puder me ajudar e aproveitando quero parabeniza-la pelo seu trabalho, está lindo.

bjos.

Dupará Madeira disse...

Muito bom, parabéns.

Dupará - deck de madeira piscina